JMJ Rio 2013 | Missões no final de semana

#Arquivo | Caminhos de Uma JMJ - Juventude Guadalupe


Sexta Feira foi um dia reservado para conhecermos um pouco da historia de Minas Gerais, assim escolhemos a cidade histórica de Ouro Preto. Começamos o dia com pique total as 6:00 da manha para aproveitar ao máximo nosso destino.


Em ouro preto conhecemos suas ladeiras de pedras históricas e igrejas barrocas. A beleza e hospitalidade das cidades interioranas brasileiras é inigualável, uma ótima escolha! Paramos para comprarmos artesanatos locais onde os libaneses aproveitaram para comprar lembranças para seus entes queridos, família, irmãos, amigos, namoradas e namorados.

Tudo estava ótimo ate que os telefones começaram a tocar incessantemente: E agora?! O motorista já estava em Ouro Preto e nosso grupo estava espalhado pela cidade! Porém, graças a organização e mobilização de nossos voluntários, tudo deu certo, conseguimos juntar o grupo e encontrar com um motorista. Mais um desafio cumprido!


A volta para Belo Horizonte foi regada a aprendizado: Aprendemos com nossos irmãos a cantar musicas em árabe e ensinamos a eles algumas musicas que cantamos aqui em nossa paroquia, mais animação impossível! Afinal, três horas de estrada pediram de nós muita fé e alegria.

Fechamos a noite com um churrasco oferecido na casa de um dos nossos paroquianos, muita hospitalidade, comidas gostosas e boa musica foram os pontos marcantes.


Tínhamos lá tira-gostos árabes e muita carne tipicamente brasileira, apresentamos a nossos peregrinos nossa caipirinha e nosso samba. Aproveitamos a noite jogando conversa fora, sinuca, dançando, cantando e confraternizando, uma noite memorável. Foi bom momento para que eles conhecessem pontos importantes de nossa cultura, e para criar um, inédito, samba em árabe! Inesquecível!


Como os contratempos estão sempre presentes para colocarmos em prática nossa missão de fé, um participante de nosso grupo precisou de atendimento médico que foi prontamente organizado por nossa equipe. Com a noticia de que tudo estava bem, terminamos o dia nos sentido felizes e realizados com nosso trabalho constante de ajuda e caridade.



A semana havia passado sem que notássemos e o sábado já tinha chegado. Para iniciarmos o dia em harmonia e totalmente sintonizados com nossos peregrinos, sugerimos uma partilha de experiências e costumes de nossa paróquia e de nossos visitantes.


Contamos melhor a eles como era o trabalho das Pequenas Fraternidades, a quantidade de participantes, e como a nossa juventude compunha estes grupos. Aproveitando que falávamos sobre nossa história e a fundação da comunidade, apresentamos a Casa de Nazaré e tudo que havia sido feito para acolhimento de crianças em situação de risco social. Em seguida, foi nossa vez de conhecer melhor cada um dos que estávamos recebendo.


Nos contaram sobre suas escolas e paróquias e a forma como se mobilizavam mensal e anualmente para levar a palavra de Deus e a caridade para zonas mais carentes do Líbano. Naquele momento percebemos quanto os movimentos eram semelhantes e como ambos trabalhavam por um mesmo objetivo: levar a palavra de Deus e criar uma comunidade fortificada.


Para nosso pároco, os padres e o bispo, a agenda foi preenchida com um café da manhã dedicado as lideranças religiosas que estavam em nossa cidade. Assim que retornaram, iniciamos a celebração pelo dia de São Elias - padroeiro da igreja do bispo que recebíamos, e por isso muito importante para ele.


Com a fé renovada, seguimos para o almoço que foi realizado em um restaurante de culinária libanesa. Havíamos sido convidados pela comunidade do Líbano em Belo Horizonte. Foi um novo momento de descontração e interação entre todos. Afinal, estávamos conhecendo melhor sua cultura.


Havíamos acabado de almoçar, mas já tínhamos um grande compromisso de fé que não poderia ser abalado: a caminhada “A juventude quer viver”. A concentração inicial ocorreu na Praça do Papa onde estivemos presentes. Nos aquecemos para caminhada junto a delegações de vários países, em um clima de animação e religiosidade. Caminhamos até a praça da bandeira de onde retornamos para confraternizações com nossas famílias.



1 visualização
PORTAL DE NOTÍCIAS E EVANGELIZAÇÃO